segunda-feira, 19 de janeiro de 2009

Coisas que aprendi com o Blip

O convívio diário nos ensina muito sobre a natureza humana!
  • Meu inglês é uma droga, o tradutor do Google ajuda mas ainda não faz milagres. Apesar disto muitas pessoas têm a boa vontade de me responder. Como o que importa é a música, a estrutura da frase fica em segundo plano. Serei mais tolerante com os miguxos, afinal, em inglês eu ainda falo um pouco miguxês, e devo parecer bem mais idiota do que sou para os falantes nativos do inglês.
  • Redes sociais são jogos, não substituem a vida real. Mas, muita gente se comporta como se o mundo tivesse se mudado para a Internet, o que não é verdade, não vivemos na Matrix, graças a Deus!
  • Ser paparicado é até bom, mas cansa, o bom é ser respeitado. Muita gente exige retribuição por qualquer prop (a moeda do Blip, que vale R$ 0,00 ou US$ 0.00) ou reblipagem, o que pode se tornar impossível depois que atingimos um público maior. Quando há interesse real pelo que o outro blipou, a coisa anda bem melhor.
  • Não estamos sós na Internet, exigir atenção exclusiva é loucura, mesmo assim, muita gente acha que o mundo gira ao redor deles e faz intriga quando não são respondidos. Bom, para estes eu espero que amadureçam, mas por enquanto o que posso fazer é ignorá-los. Que resolvam seus problemas de auto-estima sozinhos, eu estou lá para ouvir música! Exclusividade funciona bem em um casal, fora disto acredito que não exista.
  • Minha banda larga é estreita, como a de quase todos no Brasil. Provavelmente por causa do traffic shaping por ouvir tanta música via streaming pelo Blip. Para quem estes termos forem novidade, e já foram para mim, basta clicar no link que é a própria palavra.
  • Copiar as paradas de sucesso não garante retorno no Blip, já blipei músicas mais velhas do que eu e a coisa tem andado. Além do mais tem gente de todas as idades e com todos os gostos musicais possíveis por lá!
  • Amizades são feitas por questão de sintonia, procurar os que estão mais em evidência não garante nada, talvez algumas decepções! Ser amigo, ou no caso, ouvinte, de muita gente vai tornar a tua experiência confusa e por vezes extremamente repetitiva. Atualmente estou ouvindo quase 200 pessoas, a maioria blipa muita coisa boa, mas às vezes deixo de ouvir alguém e testo outras pessoas, o que acho natural por lá.
  • Não se dá prop por caridade, devemos gostar da música para “pagar”. Fazer o contrário é garantir a ruína do Blip, a mediocridade tomaria conta e teríamos apenas uma cópia de centenas de rádios não virtuais que existem por aí.
  • Não existem duas pessoas com o mesmo gosto musical, os que aparentam isto só seguem o que a indústria musical dita, estes não têm gosto musical definido, apenas querem se sentir ajustados à imensa massa humana para a qual a música não é prioridade e jamais será. O que por sinal não impede a felicidade ninguém e não os torna menos humanos. Assim espero...
  • O Blip é um lugar realmente bom para descobrir música, mas é bom ouvir a música e não se deixar levar pelo título ou cantor, estamos lá para avaliar o que nossos DJs favoritos tem a nos oferecer, minha rádio virtual é esta. Caso gostem, me adicionem.
Bom, com o tempo esta lista pode aumentar, agradeço a ZachsMind por ter me alertado quanto a isto antes que eu tivesse me enredado nas teias de intrigas que já chegaram ao Blip.

10 comentários:

Bala Salgada disse...

Então aqueles garotos que ficam procurando uma namorada que "curta" rock, deve desistir.

Se está já na quarta reencarnação, acho melhor desistir de desistir, você deve ter nascido com a missão de blogar.

Aguinaldo disse...

Bala Salgada,

O que não falta no Blip são garotas que gostam de rock. Pra falar a verdade, como eu gosto muito de rock não ouço muito quem não gosta.

Quem gosta de rock vai com certeza achar muita gente que também gosta, inclusive pode namorar, nada impede.

Existe gente que gosta de tudo por lá!

Ah, quem está na quarta reencarnação é o blogue, eu particularmente devo estar vagando por este planeta há bem mais tempo.

Obrigado por acreditar que esta é minha missão, eu mesmo não acredito nisto, espero por algo maior.

Muito obrigado pela visita e volte sempre que quiser!

ER Representações disse...

Minino, esse trem de blip é novidade pra mim, rsss... bom vir aqui, ler você e conhecer essas coisas novas.
Abraços,
Flávia

Aguinaldo disse...

Oi Flávia,

Fico feliz por você ter gostado. E obrigado pelo minino, me trazem boas recordações esta palavra que não está nos dicionários, de uma minina que acabou de ter outra minina! É realmente adorável receber carinho, principalmente o descompromissado!

Aproveite o blogue, e volte quando quiser! O Blip é um lugar excelente para conhecer músicas novas (não pela idade delas)!

Abraços

Marcelo disse...

gostaria muito de ler, daqui a um ano, que o seu inglês ficou fluente, depois de um estudo dedicado de meia hora (ou uma hora) por dia; que tal?

Aguinaldo disse...

Marcelo,

A dica é excelente, mas o momento atual não é o ideal para este tipo de projeto.

O básico do inglês eu sei, o problema é que a ferrugem tomou conta pela falta de uso.

Abraços

F I Ramirez disse...

Hi fellow blipper. Loved your post and congrats on a nice and clean design on your blog.

Aguinaldo disse...

Thanks a lot F I Ramirez! But if this is in English...

Luiz disse...

Aguinaldo! Finalmente tomei vergonha na cara e me tornei - efetivo - leitor de seu blogue. Já estava devendo... Obrigado pela participação e comentário no meu 'ones' ...rs (brincadeirinha com o modo Inglês de como se diria... => 'my on'es', rs)
Você tem razão: tudo é muito complicado para quem está de fora. A estréia foi ótima e meu personagem 'pianinho' está crescendo. Um amigo de nome Luiz , também, gravou 'descompromissadamente'. Assim que estiver do DVD para meu media player, ou algo assim, dou um jeito de te mandar.
Abraço!

Aguinaldo disse...

Obrigado pela visita e parabéns pelo sucesso!

Só que agora a coisa ficou chata pra mim, pois disse a outro amigo que não queria tornar meu blogue PESSOAL muito PESSOAL. Acho que não tem jeito, um blogue é uma ferramenta social e não adianta tentar fugir disto!

Google Analytics

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

wibiya widget